Google e os resultados de buscas

“ Joga no Google aí”, há 20 anos essa expressão era vazia de significados para muita gente. Hoje ela é sinônimo de buscar uma resposta para conhecer algo, tirar uma dúvida ou obter uma recomendação. Aprendemos como usuários quão útil é buscar no Google, e naturalmente ninguém quer ficar fora do ranking Google.

Assim um profissional, um dono de um negócio, de um saber ou de um jornal também quer “figurar” nos resultados de buscas alheias. É a Golden bullet! Tipo o décimo primeiro mandamento “Sejas relevante no Google e serás recompensado”. Porém o Google é o Deus da indexação de informações. E para figurar no reino da primeira página dos resultados, ele estabeleceu fórmulas matemáticas (algoritmos) que rastreiam bases de dados da internet e as classificam a partir de múltiplos critérios.

O mantra da Google é “Do What you do the Best And link the rest”, como nos ensinou Jeff Jarvis no livro O que a Google faria. Ou seja, no princípio está a criação de rede na internet. A partir disso, alguns critérios são divulgados pela empresa no site institucional, apesar dos códigos serem proprietários, não compartilhados publicamente.

GoogleDito isso, destaco algumas técnicas para aumentar a relevância no resultado do Google:

1) defina as palavras-chave do seu conteúdo ou produto em no máximo cinco vocábulos; seja assertivo
2) repita as palavras-chave na descrição do site, nos títulos, nos textos; seja consistente
3) atualize os seus conteúdos com periodicidade; seja frequente
4) crie laços por hiperlinks com pares relevantes, para linkar e ser linkado; seja referência
5) espalhe e faça circular o seu conteúdo para obter acessos e leitura; seja social
6) mantenha os mesmos parâmetros de site por muito tempo (url, código, plataforma); seja longevo
7) invista em desenvolvimento de programação para sites responsivos para todos tipos de dispositivos (telefone, tablet, computador) e em alta velocidade de carregamento; seja usável
8) esteja presente em redes e plataformas profissionais e sociais; seja visto e lembrado
9) vincule ao seu local. Quanto mais contexto geográfico for atribuído a um site, melhor o resultado de buscas para aquela localização; seja próximo
10) defina e redefina sua estratégia de tempos em tempos; seja beta

Esses são critérios para o que chamamos na comunicação de otimização para mecanismos de busca ou search engine optimization (SEO). Hoje existem profissionais habilitados a impulsionar o seu site ou publicação com códigos aptos a potencializar o diálogo com os algoritmos da Google. São escrevinhadores de linguagens de programação como Json, Javascript, html5, CSS para sites que permitem a melhor leitura pelos crawlers dos mecanismos de busca. Eles são mais um elemento no conjunto de ações estratégicas que um posicionamento de presença digital deve considerar para ser “encontrável”.

Tem ainda métodos de marketing digital por Google Advertising, ou seja, o impulsionamento pago em resultados de busca. Durante a campanha paga, o Google vai entregar o teu resultado como prioridade para determinadas palavras-chaves e público-alvo. Fora do período contratado em campanha paga, o fato de ter impulsionado em campanha é incluído como mais um critério entre outros muitos orgânicos para determinar a relevância. É fato que a campanha paga pode determinar maiores ou menores vendas de um produto em um mercado mais competitivo. Para profissionais liberais e outros campos do saber/fazer, o impulsionamento pode estar vinculado a um fato novo como mudança de endereço, lançamento de um método, inauguração de um negócio, divulgação de um evento ou outro.

#seo #google #daumagooglada
#jornalismodigital #comunicação #relevância #reputacaodigital #tic

COLLECTA é o buscador em tempo real

Hoje internet é praticamente sinônimo de ferramenta de buscas para milhares de usuários. E de interatividades também. São múltiplas opções de buscadores que tornam a nossa vida mais fácil, rápida e melhor.

Os tradicionais são Google, Yahoo, MSN live search, etc. Agora surge uma nova geração bem interessante. O Bing (que se uniu ao Yahoo) traz resultados bem melhores para temas específicos. O Alpha Wolfram resolve todas as nossas equações matemáticas. E agora acabo de conhecer o COLLECTA, um buscador em tempo real!

bispoÉ uma ferramenta bolada para dar como resultado as últimas atualizações dos assuntos principalmente nas redes sociais e blogs. Collecta é um buscador em tempo real, assim como o Twitter se transformou, com a diferença que o Collecta reúne bancos de dados mais amplos.

Quando pesquisamos nos buscadores tradicionais não encontramos resultados em tempo real, normalmente são de duas ou três horas atrás.

Para ficar num assunto quente do dia e da semana minha pesquisa no Collecta foi, claro, sobre o Bispo Edir Macedo. É ótimo para saber o quanto determinado assunto está bombando ou não na web. Para o bispo Macedo a ferramenta encontrou 51 resultados nos últimos 18 minutos. E a pesquisa fica sendo atualizada enquanto tu vais navegando nos links, a não ser que tu peça para parar.

Collecta ainda oferece um box de opções para filtrar a pesquisa em artigos, comentários, posts em redes sociais, vídeos e fotos. Sem falar que abaixo da barra do campo de pesquisa ficam girando os “hot now”, ou seja, os assuntos mais quentes do dia. Uma bela ferramenta para responder à pergunta “What´s up?” ou “What´s is going on?”, com a vantagem que ela responde em português.

O Twitter agora é buscador

A homepage do Twitter mudou. Antes a pergunta era “O que você está fazendo agora?”. Desde ontem, o apelo é “Veja o que as pessoas estão falando sobre…”. A mudança de estratégia faz todo o sentido. É para isso que serve o microblog: ficar por dentro do que os seus amigos estão aprontando, pensando, compartilhando. Além de ver e ser visto, encontrar, seguir.

twitter1O search.twitter era um site perdido na imensidão do microblog. Alguns conheciam, a maioria não. Agora a ferramenta de pesquisa é carro-chefe. É o twitter se adaptando ao fluxo da web, afinal a audiência cada vez mais migra para buscadores e de lá chega em sites de conteúdo, redes sociais, aplicativos, etc.

Sem falar nessa nuvenzinha de tags ali embaixo que já indica para o internauta quais assuntos estão bombando no twitter. Dicas para o usuário começar a navegação.

Bing ou Google?

Adoro buscadores da web. São os melhores amigos da nossa memória. Quer lembrar uma frase dita por alguém ou em que mês foi descoberto o escândalo do mensalão? Até pouco tempo o Google era o seu melhor amigo para tais respostas.

Neste ano, a concorrência está mais acirrada, além do Wolfram Alpha, mais direcionado para dúvidas matemáticas, a Microsoft investiu forte com o Bing. E os resultados do Bing andam me seduzindo. Não me vendo muito fácil, mas comparando os resultados de um e outro, o Google vai perder a exclusividade.

binggoogle