Os números de 2010

Os “duendes” das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam aqui um resumo do blognovo:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Mais fresco do que nunca.

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 5,500 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 13 747s cheios.

Em 2010, teve 39 posts, somando um total de 195 posts. Foram feitos 17 uploads de imagens, ocupando um total de 5mb. Isso equivale a cerca de uma imagem por mês.

O dia mais concorrido foi em 4 de março com 74 views. O post mais popular foi  Google da matemática.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram twitter.com, google.com.br, sextasessao.wordpress.com, googlediscovery.com e br.answers.yahoo.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por google matematico, nova iorque, google me, new york e mimetismo midiático

Atrações em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Google da matemática junho, 2009
5 comentários

2

Como embedar áudio no WordPress maio, 2009
4 comentários e 2 “Likes” no WordPress.com,

3

Avatar contra a destruição do meio ambiente janeiro, 2010
4 comentários

4

Mimetismo midiático março, 2009

5

Como montar um Google Map maio, 2009
1 comentário

Lula blogueiro entra no ar

Demorou, mas o presidente Lula entrou para a blogosfera na carona do blog da Petrobras, Fatos e Fotos. O primeiro texto do Blog do Planalto dá uma pista do objetivo da equipe formada por sete assessores, entre eles, Franklin Martins.

“Acreditamos que este é apenas um primeiro passo para estabelecermos um diálogo cada vez mais próximo e informal entre governo e sociedade.”

Parece que o governo federal acordou para o potencial da internet, como ferramenta de relações públicas. Mas não entendeu bem a linguagem do compartilhamento: os posts não são abertos a comentários e nem serão escritos pelo presidente.

Alguém duvida que os textos tenderão a exaltar as ações, programas e políticas do governo como um veículo de marketing político? Ou seja, os blogs dos órgãos públicos não irão substituir a mediação dos jornalistas.

Uma reflexão sobre esta tendência foi feita pelo jornalista Marcelo Trasel.

Micro, médio e macro blogging

As redes sociais vieram para ficar e são muitas. A cada semana tem uma nova no mercado de ferramentas coletivas. Cada uma tem a sua função e objetivo. A pioneira Orkut, do Google, era uma forma de encontrar e fazer amigos, um perfil mais particular, uma espécie de “exibição” da vida real no mundo virtual. O Facebook seguiu na mesma linha, mas incorporou um perfil mais profissional. Flickr é para fotos. Delicious para favoritos. YouTube para vídeos. Depois vieram muitos que se adaptaram a determinados grupos e culturas de acordo com particularidades: FriendFeed, LinkedIn, MySpace, Via6, Ning, Digg etc.

A rede da moda é o microblog  Twitter, uma mensagem em 140 caracteres, no máximo. É um fenômeno que para alguns significa uma nova linguagem na internet que deixa os blogs parecerem “tão 2004“, como publicou Paul Boutin na Wired no ano passado. Como toda boa polêmica, Andrew Sullivan contrapõe Boutin. Sullivan acredita que a blogsfera permite uma linguagem mais literária e livre para jornalistas se expressarem e dialogarem de forma nunca vista ou entendida antes.

Na carona do microblog Twitter, o site espanhol Soitu lançou um “medioblog” chamado Utoi, com no máximo 280 caracteres. O site é uma forma de fidelizar o público, já que cada usuário também constroi  um perfil no portal. Mas a ironia com a moda da hora é o macroblog Woofer, que desafia o usuário a escrever um texto com 1400 caracteres. Em oposição ao “pio” do twitter, o woofer propõe que o usuário faça um latido. A disputa é por quem latirá mais alto…

NYT investindo em hiperlocalismo

Nesta semana o New York Times lançou um blog chamado “The Local” para cobrir dois bairros: Fort Green e Clinton Hill. As pessoas buscam, cada vez mais, a aldeia. E este tipo de jornalismo tem despertado mais e mais interesse. O projeto visa estabelecer, por meio das notícias, um vínculo com a comunidade onde está inserida. E não é só isso, o blog tem um conselho de quatro colaboradores que redigem as notícias.

thelocal

Hein?!?

Fui ao Rio, visitar minha amiga Miila. No Galeão, marcamos de ela me pegar no desembarque internacional. Ela vinha de carro e eu estava esperando do lado de fora. Ao meu lado um gringo, na casa dos 50 e tantos.

O homem aguardava tanto quanto eu. Olhávamos os dois atentos para todos os carros que se aproximavam. Foi até bom, assim não me senti só naqueles instantes de expectativa.

Para minha sorte a minha carona chegou antes. A Miila parou o carro e desceu de braços abertos para mim_ não nos víamos há quase um ano. Quando eu vejo lá vai o gringo de braços abertos em direção a Miila.

_ Ops, não é com o senhor, é com minha amiga ali_ ainda explica a paciente Miila quase sendo abraçada à força.

Nem preciso dizer que ganhamos o dia, rimos muito daquela esquisitice o final de semana inteiro. A pergunta que não quer calar é quem afinal o gringo esperava?

Moral da história: gringos no Rio acham que a mulherada está sempre de braços abertos para eles.