Redes sociais furam e viram notícia

Um fenômeno no mínimo intrigante anda acontecendo web afora. Que as redes sociais andam abocanhando boa parte da audiência já era sabido, mas que as redes sociais estão furando a CNN é novidade. Tanto que o fato virou notícia no G1 hoje. A notícia mostra que a foto do acidente com um Boeing 737 na Holanda entrou primeiro no Twitter e depois na CNN.

Aliás, periga a CNN não ter sido furada só em foto, mas também em imagem. Um colaborador do site de compartilhamento Qik transmitiu boletins ao vivo via celular direto do aeroporto de Amsterdã.

E como grandes redes de comunicação também estão em rede social, eu começo a enxergar a fusão dos grandes aglomerados com o jornalismo 2.0 ou eu estou delirando?

Hein?!?

Fui ao Rio, visitar minha amiga Miila. No Galeão, marcamos de ela me pegar no desembarque internacional. Ela vinha de carro e eu estava esperando do lado de fora. Ao meu lado um gringo, na casa dos 50 e tantos.

O homem aguardava tanto quanto eu. Olhávamos os dois atentos para todos os carros que se aproximavam. Foi até bom, assim não me senti só naqueles instantes de expectativa.

Para minha sorte a minha carona chegou antes. A Miila parou o carro e desceu de braços abertos para mim_ não nos víamos há quase um ano. Quando eu vejo lá vai o gringo de braços abertos em direção a Miila.

_ Ops, não é com o senhor, é com minha amiga ali_ ainda explica a paciente Miila quase sendo abraçada à força.

Nem preciso dizer que ganhamos o dia, rimos muito daquela esquisitice o final de semana inteiro. A pergunta que não quer calar é quem afinal o gringo esperava?

Moral da história: gringos no Rio acham que a mulherada está sempre de braços abertos para eles.